Paraguaios estão sentindo falta do dinheiro dos brasileiros

    Os impactos da desvalorização do real e da crise brasileira chegaram ao vizinho Paraguai. Um dos maiores centros comerciais de importados do Mercosul, Ciudad del Este fechou mil pontos de venda no ano passado e demitiu 10 mil trabalhadores – parte deles brasileira. Localizado na fronteira com Foz do Iguaçu (PR), o município paraguaio tinha até o início de 2015 cerca de 5 mil lojas, segundo estimativa da câmara de comércio e serviços da cidade. 

lojas paraguai

    A redução de 20% em um ano no número de estabelecimentos é decorrente, sobretudo, da valorização do dólar, que passou de 2,70 reais no início de janeiro do ano passado para 4,03 reais no mesmo período deste ano. 

    Como quase todos os produtos comercializados em Ciudad del Este são importados, eles ficaram mais caros para os brasileiros durante o ano passado. Historicamente, os itens na região eram 30% mais baratos que os vendidos no Brasil. Além de os impostos paraguaios serem inferiores, o fato de as lojas serem importadoras favorece os preços do outro lado da fronteira – os produtos não passam por uma rede de distribuição antes de chegar à mão do consumidor final. 

    A crise econômica, que, com a inflação e as demissões, reduziu o poder de compra dos brasileiros, deixou ainda mais fragilizada a situação de Ciudad del Este.

Deixe seu Comentário

Não foram encontrados comentários.

Novo comentário

Promoções

Comprar no Paraguai. Compras no Paraguai. Lojas no Paraguai
Produced By Comprar no Paraguai | © Copyright